Arquivo da categoria: Turismo

Ilha da Queimada Grande

Tombada como Área de Relevante Interesse Ecológico (ARIE), através do decreto federal n° 91.887, de 5 de novembro de 1985, é o único lugar que abriga a jararaca-ilhôa (Bothrops insularis) – serpente de espécie única, por ser hermafrodita, ora comportando-se como macho, ora como fêmea, que possui um veneno 20 vezes superior as do mesmo gênero continental, a Jararaca.

 

A fiscalização da ilha, que possui 230.000 m², é atualmente feita pelo Ibama, órgão do Governo Federal.

 

Possui em seu entorno o naufrágio Tocantins, cujas estruturas estão incorporadas ao fundo do mar desde 1933, tornando-se habitat de variada fauna e um dos melhores pontos de mergulho do Estado.

 





Ilha das Cabras

Em períodos de maré baixa pode ser acessa, inclusive, a pé, sendo um dos visuais mais atraentes da Cidade, visto que permite o registro de fotografias da ilha para o continente.

Fica entre a Praia dos Pescadores e a Praia dos Sonhos. Na sua direção, na orla da Praia dos Pescadores, encontra-se o Monumento Mulheres de Areia, uma das principais atrações turísticas de Itanhaém.

 


Praia dos Pescadores

Famosa por ter abrigado na década de 70 a novela Mulheres de Areia, da Tv Tupi, a Praia dos Pescadores abriga até hoje o monumento Mulheres de Areia, esculpido por Serafim Gonzalez, em fibra, colocado em frente à Ilha das Cabras.o que a torna uma das praias mais visitadas do Litoral Sul.

 

A praia tem cerca de 600 metros de extensão e é muito freqüentada por surfistas, pois é neste pequeno trecho de mar entre o costão rochoso do Morro do Sapucaitava e a Ilha das Cabras que se verifica as melhores ondas para o surf.

 







 

Alameda Emídio de Souza

Batizada com o nome de um dos personagens mais ilustres da Cidade, o pintor, poeta e teatrólogo Emídio de Souza. Revitalizada recentemente em seu trecho inicial, concentra pescadores artesanais e esportivos, inclusive durante a madrugada.

Considerada um dos pontos turísticos mais atraentes da Cidade, ganhou destaque ainda maior com a instalação de luminárias em toda sua extensão e ao longo da Ponte Sertório Domiciano.


Rio Itanhaém

Segunda maior bacia hidrográfica do Estado, com mais de 2 mil Km de extensão, abriga diversas espécies de vida marinha e pode ser visitado através de embarcações turísticas. Pode ser observado de diversos pontos da Cidade.

O principal é a ponte Sertório Domiciano da Silva – cartão-postal batizado com o nome do pescador que fazia a travessia da população antes de sua existência. Sob a ponte, está uma pequena parte dos 180 quilômetros navegáveis do Rio Itanhaém, onde os visitantes trocam o ar denso e poluído das metrópoles por um cenário típico de restinga.

Em vez de grandes arranha-céus, o panorama é formado por árvores, arbustos, trepadeiras, bromélias, além de manguezais (ecossistemas que ficam próximos aos estuários) na embocadura dos rios.